Como o Grupo Direcional aplica as práticas de ESG na construção civil?

Como o Grupo Direcional aplica as práticas de ESG na construção civil? Riva Incorporadora

Entenda o conceito de ESG e descubra como o Grupo Direcional tem sido referência na aplicação dessas práticas na construção civil.

Empresas de vários setores têm buscado cada vez mais soluções socioambientais que ajudem a promover a preservação do meio ambiente, a diminuição das desigualdades sociais, o consumo consciente, entre outras questões.

As práticas de ESG surgiram da iniciativa privada juntamente à ONU (Organização das Nações Unidas), com intuito de estimular o desenvolvimento sustentável, permeado por princípios, em que são analisadas as empresas de acordo com os impactos causados por suas atividades acerca da sustentabilidade. 

O Grupo Direcional carrega em seu DNA o impacto social positivo na vida de milhares de pessoas, trazendo moradia de qualidade para famílias de baixa renda. Diariamente, a companhia tem tornado suas práticas ESG cada vez mais transparentes e você conhecerá algumas delas neste artigo. Continue a leitura para conferir as iniciativas que estão seguindo fortemente o nosso propósito: “Transformando vidas, construindo um futuro melhor”.

Mas afinal, o que é ESG? 

Primeiramente, é importante entender que a sigla ESG se refere a três áreas-chave para o desenvolvimento sustentável: meio ambiente, desenvolvimento social e governança. No caso, em inglês, Environmental, Social and Governance. Detalhamos a seguir cada uma dessas áreas e como o Grupo Direcional vem se posicionando e contribuindo com os temas em questão:

E – Ambiental: são as práticas voltadas para a preservação do meio ambiente. Ou seja, referem-se a diversas ações corporativas, dentre elas: a fonte de energia que a empresa utiliza, a gestão de resíduos, os esforços para redução da emissão de CO2 (gás carbônico) que promove o aceleramento das mudanças climáticas no planeta, dentre outras práticas.

A construção civil é uma atividade que gera grandes danos ao meio ambiente com a emissão de carbono e a geração de resíduos. Entretanto, o Grupo Direcional tem adotado meios para a redução desses impactos, com uma gestão de resíduos eficaz em que, devido à alta industrialização no seu método construtivo e com a reciclagem de papel, plástico e outros insumos, além da utilização de tinta à base d’água, recebeu o primeiro lugar no prêmio de Boas Práticas em Gerenciamento de Resíduos em Canteiros de Obras, no ano de 2019, pela Sinduscon-MG.

S – Social: são práticas relacionadas à responsabilidade social e impacto das organizações na sociedade. Ou seja, são analisadas questões como diversidade e inclusão, relações trabalhistas, direitos humanos, proteção e privacidade de dados, dentre outras.

No mercado imobiliário, o impacto social do Grupo Direcional está além da  construção de imóveis para famílias de baixa e média renda, uma vez que, no entorno dos seus empreendimentos, são incluídas obras de urbanização, melhorias viárias, implantação de sinalização de trânsito, construção de praças, postos de saúde, escolas, plantio e reposição de árvores na comunidade local, além de enriquecimento da arborização viária, recuperação de áreas verdes degradadas, recuperação e implantação de sistemas de drenagem pluvial e redes de água e esgoto. Dependendo do porte do empreendimento, da legislação local, das peculiaridades e da realidade de cada comunidade, são desenvolvidos programas e ações diversas, sempre com as premissas de sustentabilidade, proteção ao meio ambiente e responsabilidade social.

“ESG é um compromisso que atinge toda a sociedade, e as empresas têm um enorme alcance nesse impacto ao se comprometerem com o desenvolvimento sustentável, construindo e implementando boas práticas para um futuro melhor”, afirma a especialista em Inteligência de Mercado e ESG na Direcional, Kyria Ferreira.

Outras ações de destaque da companhia são: treinamentos diversos para colaboradores, ações sociais em comunidades carentes e promoção de diversidade e inclusão dentro de cada equipe.

G – Governança: é um conjunto de práticas e procedimentos adotados por uma empresa, para fortalecer a organização e alinhar os interesses dos negócios com seus stakeholders, conciliando tais interesses com os órgãos de fiscalização e regulamentação. Podemos dizer ainda que, por meio da governança, a empresa toma decisões mais assertivas e eficazes buscando alcançar os resultados esperados.

Além de ter um canal próprio de denúncias para identificar e prevenir condutas inadequadas, o Grupo Direcional lançou um Portal de Privacidade, buscando proporcionar transparência e confiabilidade em cada operação e oferecer informações importantes de como o Grupo atua na proteção e tratamento dos dados pessoais de clientes, visitantes, fornecedores, acionistas, entre outros.

O Grupo Direcional possui ainda uma robusta estrutura de governança, com conselhos e comitês independentes e responsáveis, políticas e normas internas em constante revisão e atualização, divulgação de informações e resultados sempre de forma transparente, responsabilidade corporativa e financeira, pautando seus negócios em princípios éticos.

“Acredito que a governança é a base para que os outros aspectos do ESG tenham sucesso. É através da governança que as organizações são administradas, seja pela definição dos processos, tomada de decisões, distribuição de direitos e responsabilidades, formulação de políticas, dentre outros. A governança precisa estar na base da estratégia para que a jornada sustentável de uma companhia seja consistente, capitalizando recursos e oportunidades de negócios ao longo do tempo. Apenas com uma governança sólida é possível garantir que ações socioambientais sejam realizadas”, comenta Christiane da C. Pôssas Abras, especialista de Controles Internos e ESG da Direcional.  

Quais são as outras práticas de ESG aplicadas pelo Grupo Direcional?

O mercado imobiliário tem sido cada vez mais cobrado pelos investidores e clientes que buscam diariamente mais empresas sustentáveis e que adotem as práticas de ESG. Os critérios são tão importantes, especialmente o de responsabilidade social, que servem como parâmetro para o ranking INTEC Brasil das 100 melhores construtoras, no qual a Direcional ficou em primeiro lugar em 2021 e 2022.

Nossa jornada ESG continua. Confira outras ações e novidades que vêm por aí!

Relatório Anual de Sustentabilidade

Uma ação muito importante que o Grupo Direcional vem realizando é a publicação do seu primeiro Relatório de Sustentabilidade, baseando-se nas informações referentes ao ano de 2021. Para a confecção desse Relatório, a companhia realizou seu processo de definição de materialidade em que, por meio de um questionário online, os stakeholders escolheram os temas mais relevantes para o desenvolvimento da organização. Como resultado dessa pesquisa, a matriz de materialidade da empresa foi definida com 8 tópicos materiais que orientaram o conteúdo desse Relatório de Sustentabilidade, cuja divulgação está prevista para o final de julho de 2022.

Inventário de Emissões

Com o intuito de gerenciar efetivamente as emissões de gases de efeito estufa (GEE) gerado em suas operações, a Direcional está em pleno desenvolvimento do seu primeiro inventário de emissões. Em parceria com a Sinduscon e utilizando a ferramenta Cecarbon, o Grupo pretende contabilizar todas as informações sobre a emissão nas construções e o seu consumo energético para poder priorizar medidas de redução desses poluentes atmosféricos.

“O inventário irá abordar desde a terraplanagem até o acabamento da obra, analisando o processo energético de cada material e o seu processo na produção de carbono. Desta forma, conseguiremos quantificar as etapas de maior emissão e propor medidas mitigatórias.” explica o assistente de Sustentabilidade da Direcional e criador do perfil do Instagram @engsustentabilidade, Vinicius Soares”.

Redução do Déficit Habitacional no Brasil e Geração de Empregos

O termo déficit habitacional é utilizado para se referir ao número de famílias que não possuem casa própria ou vivem em condições precárias de moradia, com falta de saneamento básico, acesso à energia elétrica, entre outros fatores que interferem em sua qualidade de vida.

A principal causa do déficit habitacional no Brasil é a falta de políticas públicas, financiamentos com juros altos e o preço elevado de imóveis e aluguéis, especialmente em regiões de grande valorização, fazendo com que a população carente seja forçada a migrar para áreas de risco.

Diante disso, a Direcional atua diretamente na redução do déficit habitacional com empreendimentos de Programas de Habitação Social voltados para famílias de baixa renda, trazendo pessoas que vivem em comunidades para a cidade, com imóveis de qualidade e em localizações privilegiadas.

Além disso, o setor da construção civil é considerado o maior em questão de empregabilidade e no Grupo Direcional isso não poderia ser diferente. A empresa contratou mais de 6 mil colaboradores diretos e 4 mil indiretamente, além de profissionais terceirizados e fornecedores. Com isso, produzimos um grande impacto positivo na economia, gerando emprego e melhores condições de vida para a população.

Social Bond Principles – Impacto Social Positivo

O Grupo Direcional está em processo de emissão de título de dívida (CRI) para captação de R$ 300 milhões a serem integralmente destinados ao desenvolvimento de projetos habitacionais para famílias de baixa renda enquadradas no âmbito de Programas de Habitação Social, o qual tem por objetivo alcançar grupos familiares com renda bruta mensal entre R$ 2 mil e R$ 4 mil reais.

Para entender o impacto dessa emissão, uma análise técnica de avaliação de impacto social foi elaborada e, de acordo com o parecer independente de consultoria especializada, a companhia recebeu a rotulagem de impacto social positivo, caracterizando assim uma emissão visando benefícios às pessoas vulneráveis, com falta de acesso à habitação a preços acessíveis.

Formação do Primeiro Comitê de Sustentabilidade

Recentemente, o Grupo Direcional instituiu um comitê de sustentabilidade com o intuito de aprimorar suas práticas de ESG na construção civil. Sendo formado por um grupo multidisciplinar, contendo 21 pessoas de áreas diferentes, o comitê conta com a participação do conselheiro, Carlos Arruda, e do CEO da Direcional, Ricardo Gontijo.

“Todos nós estamos empenhados na produção do relatório de sustentabilidade, estamos aprendendo muito durante esse processo e estamos convictos de que esta é uma jornada evolutiva, em que o nosso desafio é sermos melhores a cada ano, conclui Kyria Ferreira.

Um grande exemplo disso é a Riva Incorporadora, empresa do Grupo Direcional, que também vem fazendo diversas ações em relação ao meio ambiente, como o plantio de árvores dentro de seus empreendimentos ou em qualquer outro terreno da empresa, preservando e catalogando cada uma delas. Além disso, muitos prédios da Riva já contam com painéis fotovoltaicos e lâmpadas LED nas áreas comuns, reuso da água da chuva e outras ações de incentivo ao consumo inteligente e inovador.

Gostou de saber sobre as práticas de ESG no Grupo Direcional? Então, aproveite e compartilhe este conteúdo em suas redes sociais para que outras pessoas conheçam esse tema e a sua importância nos dias atuais.

A Direcional está presente em 13 estados e no Distrito Federal e há mais de 40 anos garante o sonho da casa própria para milhares de pessoas. São mais de 180 mil unidades entregues e outras centenas em construção em todo o território nacional.

  • +40
    Anos de Mercado
  • 13
    Estados brasileiros e Distrito Federal
  • + 6 mil
    Colaboradores
  • + 180 mil
    Unidades entregues e/ou incorporadas