Afinal, o que é e para que serve o crédito imobiliário?

Afinal, o que é e para que serve o crédito imobiliário? Riva Incorporadora

Quer saber o que é crédito imobiliário e como utilizá-lo da melhor forma? Descubra todos detalhes, neste artigo!

Realizar o sonho da casa própria é o desejo de muitas pessoas — mas sabemos que comprar uma residência é um grande investimento, por isso, deve ser planejado com cuidado. Por esse motivo é que decidimos escolher um tema que se encaixa perfeitamente para aqueles que estão ansiosos para realizá-lo, trazendo dicas para financiamento de imóveis por meio do crédito imobiliário.

Além do valor da entrada e das parcelas mensais, é preciso considerar outros custos, como impostos, taxas e despesas com a manutenção. Por isso, antes de qualquer iniciativa, é muito importante que você esteja ciente de quanto pode realmente gastar e ter total entendimento das particularidades que a aquisição de crédito pode ter.

Para ajudar você nessa jornada, abordaremos, durante o conteúdo, questões que envolvem os principais detalhes do crédito imobiliário e a sua função esperada. Também veremos algumas das vantagens que esse modelo pode trazer, assim como um comparativo com o financiamento imobiliário.

Esperamos que, ao final do texto, você já esteja ciente das principais questões que envolvem o tema, podendo optar pelas melhores oportunidades que aparecerem. Vamos lá?

Conheça o crédito imobiliário e a sua função esperada

O crédito imobiliário é um empréstimo oferecido por bancos e agências financeiras, que pode ser utilizado para comprar ou construir uma residência. Ele é uma das modalidades de financiamento mais populares no Brasil, já que a casa própria é o sonho de muitas pessoas.

Em outras palavras, o crédito imobiliário é um produto financeiro, oferecido por instituições especializadas, e que permite a aquisição de um bem imobiliário (sendo mais comum uma casa ou apartamento) por meio da utilização de um empréstimo. Esse, por sua vez, deverá ser quitado em parcelas fixas e sem variações nas condições do mercado para seus contratantes.

Existem diversos tipos de créditos imobiliários, e alguns bancos oferecem condições especiais para determinadas modalidades. Podemos dizer que ele é ideal para quem almeja adquirir uma propriedade residencial por meio da formatação de pagamentos menores do que um empréstimo convencional.

Com certeza, você já deve ter pensado que algo desse gênero seria impossível no financiamento bancário tradicional, não é mesmo? Isso porque, diferentemente do modelo normalmente utilizado pelos bancos, no crédito imobiliário, as taxas são variadas conforme as mudanças nos índices monetários oficiais brasileiros (como o IPCA).

Esse detalhe faz com que não haja grandes flutuações na economia dos clientes interessados nesses serviços financeiros.

Saiba o que considerar na hora de adquirir o crédito imobiliário

Uma dica importante é pesquisar bastante para encontrar a menor taxa de juros possível. Afinal, quanto maior for a taxa, mais alto será o valor total da dívida. Outro fator crucial na hora do financiamento é escolher bem o prazo do empréstimo.

Quanto mais curto for o período, maiores serão os valores das parcelas. Isso pode significar que você precisará economizar mais para quitar a dívida antes do tempo estipulado.

Por outro lado, se você optar por um prazo mais longo para pagamento, as parcelas, certamente, serão menores — mas lembre-se: quanto maior for o prazo, maiores as chances de você acabar pagando mais juros no final de toda operação.

Desse modo, será importante que você encontre um equilíbrio entre o valor máximo das parcelas e o tempo para completar o pagamento do crédito adquirido. Uma última dica importante: não se esqueça dos custos extras!

Além dos juros e da entrada do imóvel (que podem variar bastante), existem outras taxas envolvidas no processo, as quais podem variar para cada instituição financeira. Ainda, informe-se bem sobre as taxas de seguros opcionais e obrigatórios e dos impostos cobrados sobre essas operações, como o ITBI.

Veja como adquirir um crédito imobiliário

O primeiro passo para solicitar um crédito imobiliário é procurar uma instituição financeira disposta a concedê-lo a você. Os bancos mais tradicionais costumam ter taxas menores do que as agências financeiras independentes, mas não deixe de pesquisar!

É importante levar em conta quais são as características dos principais tipos de crédito disponíveis, as taxas que recaem em cada um deles, sempre analisando cuidadosamente qual convém mais às suas circunstâncias e necessidades atuais, como:

  • montante requerido para o pagamento mensal;
  • número de parcelas;
  • valor total dos juros a serem pagos até o fim do acordo;
  • período de carência;
  • taxas, entre outras variações pertinentes que aparecerem durante suas pesquisas.

É importante compreender que tudo isso vai influenciar diretamente a quantia total da dívida finalmente contraída. Por outro lado, existem algumas situações específicas que talvez seja interessante considerar ao contratar um crédito, como comprar diretamente um imóvel pronto, evitando, assim, processos custosos de construção.

Crédito imobiliário e financiamento imobiliário: entenda as principais diferenças

A seguir, você vai conferir as principais diferenças entre o crédito imobiliário e o financiamento imobiliário. Separamos em tópicos, resumindo o que já exploramos até o momento, para facilitar o seu entendimento. Assim, você poderá decidir o que mais cabe para a sua situação, confira!

Crédito imobiliário

  • É um empréstimo que você toma para comprar uma propriedade;
  • A instituição financeira empresta dinheiro a você e, em troca, você paga juros sobre o valor do empréstimo (geralmente, mais barato que os empréstimos convencionais);
  • Você tem que garantir o empréstimo com a propriedade que está comprando ou corre o risco de cair em inadimplência, complicando muito a sua vida financeira. Veja também o contrato, pois alguns assumem que a casa comprada será uma garantia do pagamento.

Financiamento imobiliário

  • É um tipo de financiamento em que você usa a propriedade que está adquirindo como garantia para obter um empréstimo;
  • Com esse modelo de financiamento, os bancos oferecem uma taxa de juros mais baixa do que outros tipos de empréstimos;
  • Esse tipo de financiamento também pode ser mais arriscado, pois, o banco pode confiscar seu imóvel se você não pagar as dívidas.

Lembrando que, nas duas opções, serão necessárias análises de crédito por parte da instituição, e que você precisará de documentos para comprovar a sua renda.

Chegamos ao fim de nosso conteúdo e esperamos que você tenha compreendido as principais questões que envolvem o crédito imobiliário, assim como as diferenças entre essa modalidade e o financiamento imobiliário. Como vimos, ambos têm suas vantagens e necessidades de cuidados por parte de quem contrata esses serviços financeiros. Portanto, é importante pesquisar bem antes de decidir qual é a melhor opção para você.

Gostou do conteúdo? Que tal compartilhá-lo em suas redes sociais e deixar mais pessoas cientes das funcionalidades que o crédito imobiliário tem a oferecer?

Banner Final

A Direcional está presente em 13 estados e no Distrito Federal e há mais de 40 anos garante o sonho da casa própria para milhares de pessoas. São mais de 180 mil unidades entregues e outras centenas em construção em todo o território nacional.

  • +40
    Anos de Mercado
  • 13
    Estados brasileiros e Distrito Federal
  • + 6 mil
    Colaboradores
  • + 180 mil
    Unidades entregues e/ou incorporadas