Conheça as etapas do programa Casa Verde e Amarela

Conheça as etapas do programa Casa Verde e Amarela Riva Incorporadora

A ideia é beneficiar 350 mil residências a mais que o programa anterior, focando em moradores com renda mensal de até R$ 8 mil ou anual de até R$ 84 mil

Desde 2009, o programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV) ficou conhecido por ser uma medida facilitadora para que as famílias de baixa renda conseguissem adquirir a tão sonhada casa própria. Ao longo dos anos, a ação, criada pelo governo federal, passou por algumas adaptações e por uma reestruturação, ganhando o nome Casa Verde e Amarela (CVA).

Lançado em julho de 2020, o novo programa habitacional, que vem para substituir o MCMV, visa facilitar a compra de imóveis por famílias de baixa renda, assim como regularizar imóveis e realizar melhorias habitacionais — tudo isso por meio de financiamentos com juros baixos.

Nesse caso, se a sua intenção é realizar o sonho da casa própria, é extremamente importante entender quais são as etapas da iniciativa e como elas estão sendo realizadas na atualidade. Afinal, estamos falando de um alto investimento financeiro e, com certeza, você não vai querer ter surpresas desagradáveis no futuro, não é mesmo?

Foi pensando exatamente nisso que produzimos este material. Como uma forma de acabar de vez com essa insegurança, trouxemos tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Abaixo, você poderá conferir as principais etapas do Casa Verde e Amarela, além de dicas valiosas para facilitar essa realização e evitar atrasos ou dores de cabeça no futuro. Anote tudo!

Como funciona o Casa Verde e Amarela?

Antes de conhecer as etapas do programa para adquirir o seu apartamento, é importante que você conheça os principais aspectos a respeito do CVA, já que poucos entendem como funciona a iniciativa e como financiar a casa própria.

Com o propósito de atender 350 mil residências a mais que o Minha Casa Minha Vida, o programa Casa Verde e Amarela beneficiará moradores com renda mensal de até R$ 8 mil ou anual de até R$ 84 mil. Além disso, as regiões Norte e Nordeste do Brasil terão taxas de juros diferenciadas, chegando a 4,25% ao ano, enquanto nas demais regiões do Brasil esse valor fica a 4,5% ao ano.

Uma das principais diferenças entre o MCMV e o CVA diz respeito aos grupos de renda. Antes, as famílias eram divididas em quatro faixas distintas, incluindo aquelas com renda mensal de até R$ 9 mil. Agora, porém, essa divisão mudou e as novas categorias são:

  • faixa 1,5: famílias com renda de até R$ 2.400 e juros de 4,75% a 5% para os não cotistas do FGTS — para os cotistas, de 4,25% a 4,5%;
  • faixa 2: famílias com renda entre R$ 2.400,01 e R$ 4.400 e juros de 5% a 5,5% para os não cotistas — para os cotistas, de 4,5% a 4,75%;
  • faixa 3: famílias com renda de até R$ 8 mil e juros de 7,66% para os não cotistas — para os cotistas, 7,16%.

Uma novidade do CVA, que deve entrar em vigor em 2022, é que o teto para a aquisição do imóvel subirá 10% nas capitais e nos municípios das regiões metropolitanas. O reajuste no teto dos valores dos imóveis, que não ocorria desde 2017, varia de acordo o tamanho da população no município, e ficará assim:

  • municípios com população entre 20 e 50 mil habitantes terão aumento de 10%;
  • municípios com população entre 50 e 100 mil habitantes terão aumento de 15%;
  • capitais e municípios das regiões metropolitanas terão aumento de 10%.

Além disso, também foi aprovado o aumento de 0,25% do desconto concedido sobre o valor das prestações para os mutuários com renda familiar mensal de até R$ 2 mil, que se enquadram na Faixa 2, igualando aos da Faixa 1,5, que será extinta.

A seguir, confira as informações que reunimos sobre o assunto para facilitar a sua compreensão!

Cadastro

Para participar do Casa Verde e Amarela, será preciso cumprir alguns requisitos, como ter mais de 18 anos, não possuir outro imóvel, não ter realizado outros financiamentos pelo governo (seja ele federal, estadual ou municipal) e ter o nome limpo. É fundamental conferir todas as regras antes da inscrição.

Documentos

Veja a lista completa de documentos para evitar atrasos na análise do cadastro. No caso de composição de renda familiar com o envolvimento de mais pessoas, a documentação de todas elas deve estar regularizada e ser entregue dentro do prazo.

Análise

A etapa de análise determinará se você foi aprovado para ser beneficiário do programa. Existem algumas preferências, como aquelas dadas aos indivíduos que vivem em áreas de risco e as com famílias compostas por deficientes físicos.

Taxas

Atualmente, os juros oferecidos pelo programa Casa Verde e Amarela podem variar de 4,25% até 7,66% ao ano. Essas taxas ainda beneficiam famílias com renda mensal até R$ 8 mil por mês.

Faixa de renda

A iniciativa é dividida em três faixas de renda. A primeira é para famílias que ganham até R$ 2.400; a segunda, para quem tem remuneração de R$ 2.400,01 mil e R$ 4.400; a terceira, é destinada àquelas que ganham, no máximo, R$ 8 mil.

Valor dos imóveis

O preço dos imóveis também conta muito. No programa, os valores costumam variar de acordo com a localidade. Para Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, o teto do programa é de R$ 264 mil. Para municípios com mais de 100 mil habitantes ou regiões metropolitanas do Sul, de Minas Gerais e do Espírito Santo, a quantia oferecida é de R$ 170 mil. Já o financiamento pode ser feito em até 360 meses.

O segredo para conquistar a casa própria é traçar um bom planejamento, sempre considerando sua situação financeira e preferências familiares. É importante analisar a documentação e, claro, verificar todos os pré-requisitos, as regras e as principais etapas do Casa Verde e Amarela. Dar o primeiro passo é fundamental para investir no imóvel novo.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as particularidades do programa habitacional, não deixe de seguir a gente nas redes sociais. Assim, você ficará por dentro do programa e dará um passo na realização desse sonho. Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no YouTube.

Banner2 artigo blog 1 Conheça as etapas do programa Casa Verde e Amarela

A Direcional está presente em 13 estados e no Distrito Federal e há mais de 40 anos garante o sonho da casa própria para milhares de pessoas. São mais de 180 mil unidades entregues e outras centenas em construção em todo o território nacional.

  • +40
    Anos de Mercado
  • 13
    Estados brasileiros e Distrito Federal
  • + 6 mil
    Colaboradores
  • + 180 mil
    Unidades entregues e/ou incorporadas