O que acontece ao atrasar parcela do financiamento imobiliário?

O que acontece ao atrasar parcela do financiamento imobiliário? Riva Incorporadora

Apesar de o financiamento imobiliário ser a escolha de muitos brasileiros, há quem tenha muitas dúvidas sobre as consequências do atraso no pagamento

No Brasil, um número reduzido de pessoas consegue quitar o valor do imóvel à vista, no momento de adquirir o bem. Por essa razão, a obtenção de crédito é uma das fórmulas mais utilizadas para a compra da casa própria.

Porém, uma realidade que pode ocorrer com qualquer pessoa é atrasar a parcela do financiamento imobiliário, principalmente, se acontecerem imprevistos no decorrer do pagamento da dívida. Por mais que haja um bom planejamento financeiro, podem surgir situações inesperadas e o seu orçamento ficar apertado.

Neste post, falaremos sobre como funcionam as parcelas do financiamento imobiliário, as consequências do seu atraso, o que fazer se isso acontecer e por que é importante se organizar para pagar em dia. Acompanhe!

Como funcionam as parcelas do financiamento imobiliário?

O financiamento imobiliário nada mais é que um tipo de crédito muito parecido com um empréstimo. A diferença é que é preciso utilizá-lo apenas para adquirir carros, imóveis ou, até mesmo, abrir uma empresa. Isto é, não é possível utilizar o financiamento para qualquer fim, como ocorre no empréstimo.

Independentemente do tipo de financiamento imobiliário, eles compreendem um alto valor de crédito e são direcionados para compras de preços elevados. Conseguir desfrutar do imóvel antes mesmo de terminar o pagamento é um dos benefícios desse modelo. Inclusive, é possível até vendê-lo antes de quitar todas as parcelas, fazendo com o próximo proprietário a negociação da dívida.

Quais as consequências de atrasar essas parcelas?

São muitas as consequências de atrasar as parcelas do financiamento imobiliário. Veja, agora.

Perda do imóvel

Muitas pessoas têm dificuldade de organizar sua vida financeira, devido à falta de tempo e dinheiro. Porém, isso precisa ser superado para que você se informe sobre a forma correta de funcionamento do crédito, para que não tenha nenhuma dor de cabeça.

Quem participa do programa Casa Verde e Amarela, por exemplo, se acumular mais de três parcelas atrasadas, há grande risco de perder a inscrição no projeto. Inclusive, ao descumprir qualquer regra da iniciativa, pode ocorrer a perda do imóvel.

Lembrando que é possível atrasar até duas parcelas sem que haja problemas. O contrato segue normalmente, caso seja feito o pagamento delas antes de vencer a terceira prestação.

Nessa situação, o credor cobrará taxas e multas dessas duas prestações. No vencimento da terceira mensalidade sem pagamento, o banco ou instituição financeira poderá exigir que seja quitada de uma vez toda a dívida. Todavia, geralmente, são oferecidas condições para ajudar o mutuário, isto é, os credores preferem negociar do que tomar o imóvel.

Leilão do imóvel

Após o recebimento da intimação relativa aos débitos, serão 15 dias para pagar. Caso não seja possível quitar a dívida, dentro do prazo de 30 dias, o imóvel pode ser leiloado.

O comprador recebe a diferença extra, caso o montante no arremate for maior do que o débito. Em contrapartida, se a quantia for menor do que o valor a ser quitado, a dívida é considerada como encerrada.

Nessa situação, o devedor perderá o dinheiro e a propriedade, mas ficará sem dívidas. Então, uma ação de despejo será movida. No lugar de um leilão, é possível encaminhar o imóvel alvo de dívidas para outra pessoa que ainda esteja na fila para a compra da casa própria.

Por que é importante se organizar para pagar sempre em dia?

A educação financeira é extremamente importante para pagamento das parcelas do financiamento imobiliário, um dos princípios essenciais para realizar uma gestão de contas eficiente. O fato é que a falta de planejamento e de atenção podem acabar fazendo com que você gaste mais do que necessita.

O intuito é construir um planejamento financeiro focando no bem-estar e oferecendo a oportunidade de realizar o sonho da casa própria. Quem é educado financeiramente apresenta a habilidade de controlar os gastos e colocar em prática escolhas inteligentes, a fim de que os seus desejos sejam alcançados.

Um passo importante para quem quer pagar as parcelas em dia é controlar o valor dos recebimentos e das despesas, a fim de se organizar melhor.

O que fazer no caso de atrasar a parcela do financiamento?

Saiba, agora, quais os procedimentos, caso haja parcelas em atraso!

Organize as finanças

Uma ação importante que você precisa executar, se atrasar o pagamento do crédito imobiliário, é fazer a reorganização das finanças. É preciso que, com as despesas da casa, as parcelas do financiamento constem no cálculo de todos os custos fixos do mês, como água, luz e internet.

Uma ótima dica, nesse momento, é fazer uma nova avaliação de alguns gastos que sejam supérfluos e que possam ser eliminados. Entre eles, viagens, eventos, comida por delivery, assinaturas de streaming, transportes por aplicativo, entre outros.

É preciso estabelecer um teto de gastos mensais que esteja de acordo com a sua atual realidade financeira, considerando as parcelas em atraso do financiamento imobiliário. Dessa forma, torna-se mais fácil controlar o seu orçamento.

Portabilidade de dívida

A portabilidade de dívida é uma alternativa para quem atrasar o pagamento das parcelas do financiamento. Você faz a transferência do pagamento do seu financiamento para outra instituição financeira que apresente melhores condições do que a atual.

Assim, é possível fazer a migração da dívida de banco, objetivando melhores condições de pagamento. É importante apenas ficar de olho nos custos extras do processo, como despesas de cartório para formalizar o negócio. Inclusive, a nova instituição financeira avaliará o imóvel, e ela pode divergir da anteriormente realizada, modificando o valor do bem.

Busque rendas extras

Por fim, caso você passe pela situação de atrasar a parcela do financiamento imobiliário, uma ótima dica é procurar uma fonte de renda extra para que seja possível juntar o montante necessário para pagar a dívida.

É importante lembrar, também, que você pode fazer uso do FGTS para quitação da dívida. Busque se informar se a sua situação se enquadra nas regras do programa.

Como vimos, é muito perigoso atrasar parcela do financiamento de imóvel, porém, é possível remediar esse problema com um bom planejamento financeiro e ter a iniciativa para negociar. Por essa razão, o receio de perder o emprego, por exemplo, não precisa ser a razão para adiar o sonho da casa própria. Afinal de contas, comprar um imóvel representa sempre uma estabilidade financeira para construir a sua família ou conquistar sua independência.

Curtiu nosso post? Então, compartilhe em suas redes sociais e mostre essas informações a seus amigos!

A Direcional está presente em 13 estados e no Distrito Federal e há mais de 40 anos garante o sonho da casa própria para milhares de pessoas. São mais de 180 mil unidades entregues e outras centenas em construção em todo o território nacional.

  • +40
    Anos de Mercado
  • 13
    Estados brasileiros e Distrito Federal
  • + 6 mil
    Colaboradores
  • + 180 mil
    Unidades entregues e/ou incorporadas