Conta de luz: dicas para economizar

Conta de luz: dicas para economizar Riva Incorporadora

Tempos de contas altas precisam de adaptações. Fique de olho nas nossas dicas e saiba como economizar energia de forma simples!

A conta de luz é um dos grandes inimigos do orçamento familiar. Apesar de ser uma despesa necessária, em algumas épocas do ano, a fatura pode alcançar altos valores que acabam assustando os consumidores.

Sem dúvida, economizar na conta de luz é a intenção de muitos brasileiros, independentemente do período. Afinal, com a crise hídrica, as bandeiras sofrem reajuste constantemente, deixando a conta ainda mais cara. A mais recente alteração na tarifa, por exemplo, começou a valer em agosto deste ano, com custo de R$9,492 para cada 100kWh consumidos.

Desse modo, com as mudanças do sistema de bandeira tarifária a cada ano, que sofre interferência do clima e das chuvas, e aumenta os custos da luz, nada melhor que buscar soluções eficazes para diminuir o uso de energia elétrica e economizar na fatura do final do mês para que não pese tanto no seu bolso.

Por esse motivo, separamos algumas dicas importantes para economizar na conta de luz e manter o equilíbrio financeiro em sua casa. Confira!

Opte por lâmpadas mais econômicas

As lâmpadas amareladas, conhecidas como lâmpadas incandescentes, são as mais tradicionais e acabam sendo a preferência de muitas pessoas por apresentarem preços mais em conta. No entanto, o valor mais baixo na hora da aquisição acaba se convertendo em uma conta mais alta no final do mês, pois as lâmpadas incandescentes gastam grande quantidade de energia.

Nesse caso, o ideal é usar a lâmpada do tipo fluorescente, que apresenta um poder de iluminação maior, dura muito mais e economiza mais energia. Outro modelo que vale a pena são as lâmpadas LED, que consomem até 80% menos que as convencionais e podem ajudar bastante na redução da conta de energia.

Com essa tecnologia, é possível gastar menos energia e garantir uma durabilidade mais longa, além disso, as lâmpadas LED não demandam cuidados adicionais para serem descartadas, como as fluorescentes, pois não utilizam metais pesados em sua fabricação, como o mercúrio.

Regule o tempo de uso do chuveiro elétrico

O chuveiro elétrico é um dos principais vilões da conta de luz. Só ele pode consumir até 30% de toda a energia elétrica durante um mês. Por isso, regular o tempo de uso desse dispositivo gera resultados bem significativos na conta.

Tomar banhos rápidos de, no máximo, cinco minutos e desligar o chuveiro elétrico ao se ensaboar ou lavar o cabelo são excelentes opções para economizar não apenas o consumo de água, mas, também, o de luz. Priorize também o modo “morno” ou “verão” em dias mais quentes. Ou, se você não se importar, desligue o chuveiro e tome um banho gelado. 

Evite deixar luzes acesas

Além de ser confortável para os olhos, aproveitar a luz natural do dia ajuda a reduzir o desperdício de energia. Durante o dia, uma ótima prática é evitar acender luzes em ambientes com aberturas, já naturalmente iluminados, deixando janelas, cortinas e persianas abertas para que o máximo possível de luz natural entre na casa. Esse é o meio mais simples para evitar uma luz artificial no seu ambiente, trazendo mais economia e conforto.

Espere acumular roupas sujas para lavar

Uma das melhores maneiras de economizar no uso das máquinas de lavar é esperar que a roupa suja se acumule para lavá-la de uma só vez. Pode parecer chato, mas pode ter certeza de que o seu bolso vai agradecer no fim do mês.

A economia ainda vai além, afinal, as roupas lavadas geralmente são passadas, e o ferro de passar roupa é um aparelho que consome bastante energia. Portanto, quanto menos ligá-lo, melhor.

Lembre-se de que, ao usar o ferro, coloque-o na temperatura certa para cada tipo de tecido e desligue sempre que parar o serviço. Essas ações são bons exemplos de como economizar na conta de luz.

Evite abrir a geladeira sem necessidade

Quase todo mundo já abriu ou abre a geladeira sem saber o que está buscando, não é mesmo? Porém, essa atitude causa um consumo alto de energia, já que o eletrodoméstico precisa compensar o ar frio que foi empurrado para fora.

Evite utilizar também a parte de trás da geladeira ou do freezer para secar panos e roupas. Verifique sempre o estado da borracha de vedação e só a descongele no período que o fabricante indicou.

Outra dica importante é não armazenar os alimentos quentes na geladeira. Isso pode ser prejudicial para a ventilação interna, assim como o equipamento trabalhará mais para compensar o ar quente, fazendo com o que o gasto aumente e, consequentemente, o valor da sua conta também.

Realize manutenções dos aparelhos

Muitas vezes, a causa dos gastos excessivos de energia pode estar nos fios elétricos ou no uso de aparelhos mais antigos, já que esses eletrodomésticos tendem a apresentar um funcionamento ruim com o tempo, o que pode aumentar o consumo de energia da casa.

Dessa forma, é viável realizar uma manutenção regular com um profissional especializado para manter o aparelho funcionando em perfeito estado, assim como preservar a sua vida útil.

Nesse caso, se puder, substitua os eletrodomésticos mais antigos por aparelhos novos e de preferência com selo PROCEL de eficiência energética. Não deixe de pesquisar modelos e potências mais eficientes.

Outra medida importante é limpar os filtros do ar-condicionado sempre que possível. Quando eles estão sujos, acontece um aumento da pressão interna do dispositivo, o que demanda maior uso da energia elétrica para que o desempenho do aparelho se mantenha. Isso também acontece quando o ar-condicionado é usado em um local com a porta aberta, permitindo a entrada de ar quente no ambiente.

Mantenha os aparelhos eletrônicos desligados

Muitas pessoas acham que basta desligar o aparelho eletrônico que não haverá gasto. No entanto, apesar de não estar “ligado”, aquela pequena luz de stand by significa que o dispositivo ainda é capaz de consumir energia.

Portanto, o ideal é manter os eletrodomésticos desligados da tomada quando não estiverem em uso. Dispositivos como carregadores de celular, computadores, micro-ondas e televisores continuam consumindo energia elétrica mesmo em modo stand by, em que eles permanecem prontos para uso, mas não gastam tanta energia quanto ligados. 

Evite colocar fogão e geladeira próximos

A maioria das pessoas desconhece essa dica, mas, quando o fogão e a geladeira estão muito próximos, um pode interferir no consumo de energia do outro, o que afeta significativamente a sua conta de luz. Isso ocorre devido à diferença de temperaturas entre os dois aparelhos.

Por isso, para resolver o problema, basta ver a dinâmica da sua cozinha e avaliar as opções de espaços disponíveis, tentando mudar esses itens de lugar.

Aposte em energia solar

A energia solar está se tornando uma opção cada vez mais usada em residências para quem deseja diminuir a conta de luz e preservar o meio ambiente. Em geral, a instalação dos painéis solares costuma ser um pouco cara, porém, o investimento realizado é pago pelo dinheiro economizado com a redução de gastos. Afinal, um sistema de geração de energia solar é capaz de proporcionar uma economia na conta de luz que varia entre 50% e 90%. 

Portanto, se houver a possibilidade, opte pela instalação de placas solares que captam a luz do sol e a converte em energia elétrica. Sem dúvida, essa é uma ótima opção!

Desligue a chave geral se for viajar

Caso você faça uma viagem por um período longo, o ideal é desligar as chaves de energia do imóvel, principalmente aquelas que tendem a gastar mais, já que nenhum aparelho será utilizado enquanto não houver ninguém em casa. Essa medida simples fará você economizar na conta no final do mês.

Esperamos que essas dicas o ajudem a economizar energia. Em tempos de crise, a economia doméstica se tornou um item fundamental na dinâmica das famílias, e essas pequenas ações podem afetar de maneira positiva a conta de luz.

Além disso, a economia de energia elétrica garante outras vantagens além da redução dos gastos mensais, pois ela é sustentável e ajuda o meio ambiente. Então, basta inserir as nossas dicas na sua rotina e conferir os resultados!

E aí, gostou do nosso conteúdo? Quer tal aprender quais são os princípios da Educação Financeira para colocá-los em prática? Vamos economizando juntos!

A Direcional está presente em 13 estados e no Distrito Federal e há mais de 40 anos garante o sonho da casa própria para milhares de pessoas. São mais de 180 mil unidades entregues e outras centenas em construção em todo o território nacional.

  • +40
    Anos de Mercado
  • 13
    Estados brasileiros e Distrito Federal
  • + 6 mil
    Colaboradores
  • + 180 mil
    Unidades entregues e/ou incorporadas