Apartamento Casa Verde e Amarela: por que a Direcional é a melhor escolha?

Apartamento Casa Verde e Amarela: por que a Direcional é a melhor escolha? Riva Incorporadora

Escolher a construtora para o seu apartamento Casa Verde e Amarela pode não ser uma tarefa fácil. Por isso, mostraremos o porquê de a Direcional ser a melhor opção para adquirir o imóvel dos seus sonhos!

Queremos mudar muita coisa! E não é surpresa encontrar pessoas que tiveram prejuízos ao adquirir a casa própria, financeiros ou não. Pense bem, quantas histórias malsucedidas você já escutou de pessoas que embarcaram em uma promessa falsa? Quantas vezes já temeu passar pela mesma situação em escolhas importantes, como a compra de um apartamento a partir de um programa do governo?

Obviamente, ninguém gostaria de viver um problema como esses. Por essa razão, é fundamental realizar uma pesquisa minuciosa antes de tomar qualquer decisão. Daqui para frente, você precisará avaliar, discernir e confiar no trabalho de uma empresa séria, com reputação conhecida no mercado, além de avaliar os feedbacks positivos de clientes que já fecharam negócio e se sentem satisfeitos.

Diante disso, este conteúdo veio para ajudar você ao longo dessa jornada. Separamos alguns pontos importantes que você deve verificar na hora de escolher a sua casa dos sonhos, além disso, destacaremos informações relevantes sobre o novo programa do governo federal, Casa Verde e Amarela — que veio para substituir o Minha Casa Minha Vida. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

Saiba o que avaliar ao escolher uma construtora para o seu apartamento

A compra de um apartamento exige um cuidado especial, seja por meio de um financiamento com a construtora ou um programa habitacional do governo. Em qualquer situação, o acompanhamento do trabalho e da solidez da empresa são pontos-chave para encarar a decisão de fechar um contrato.

No entanto, para a compra de um apartamento no programa Casa Verde e Amarela (CVA), por exemplo, há ainda um ponto extra a ser considerado: o compromisso da empresa com o programa e o respeito pelo comprador.

Quanto a isso, Leandro Coelho, Superintendente de Vendas da Direcional, esclarece algo fundamental: “a qualidade do nosso produto é a mesma para todos os empreendimentos e na mesma faixa de preço. A base é a mesma, o que muda é o acabamento, o valor agregado”.

A segurança, o cimento e os ferros usados nos empreendimentos da construtora são os mesmos para quem compra pelo programa CVA e para quem usa alternativas. Não existe uma distinção em qualidade. Por isso, nesse ponto, o cliente terá sempre excelência e menos chances de ter dor de cabeça com manutenção do seu imóvel.

Dito isso, sugerimos fazer um checklist com as principais questões que as empresas podem oferecer para quem quer adquirir um apartamento Casa Verde e Amarela. Veja a seguir!

Reputação

A reputação é um dos principais itens a serem considerados na hora de avaliar a empresa que construirá o seu imóvel. É importante conhecer o seu histórico, ver se é uma marca sólida e que já conseguiu superar os percalços do mercado. Isso faz toda a diferença!

A Direcional, por exemplo, atua no mercado há quase meia década proporcionando entregas de qualidade e faz o possível para entregar as suas unidades dentro do prazo.

“O atraso é uma falta grave no mercado, muita gente se programa para realizar a mudança, para largar o aluguel e, no momento combinado, acaba se frustrando, porque a empresa não cumpriu com o combinado”, relata Leandro Coelho.

Atendimento

Ao chegar em qualquer construtora para verificar as opções, identifique como é o atendimento. Algumas situações que demonstram a qualidade desse ponto são:

  • quando os atendentes explicam tudo para você antes de falar em fechar negócio;
  • quando não há medo em tirar dúvidas;
  • quando existe disponibilidade para ajudar com os trâmites burocráticos (onde pegar cada documento, os prazos para entrega, como conseguir segunda via do que for preciso, entre outras tarefas).

A Direcional tem prazer em colaborar com clientes e potenciais clientes nessa esfera. O cuidado da empresa com as pessoas diz muito sobre a atenção que ela tem também com o trabalho e o que será oferecido para o mercado.

“Se alguém tiver uma dúvida quanto aos documentos, o cliente esbarra em algumas situações em que a pessoa pode não ter declarado o Imposto de Renda ou tem um nome de casado e já está solteiro. Normalmente, ela não sai da loja sem ser orientada 100%”, conta Leandro.

Além disso, a Direcional tem um sistema de análise de crédito muito eficiente. A empresa procura ser a mais flexível possível quanto à burocracia e identifica os correspondentes de crédito mais afinados com sua busca pela eficiência. “A gente procura as empresas que têm mais qualificação e que vão poder dar um retorno rápido à nossa demanda”, anuncia Leandro.

O cliente tem o direito de ter todas as dúvidas sanadas quando recebe o atendimento da Direcional e não pode sair desatendido. Aí está um ponto importante para você considerar a melhor escolha para o seu imóvel.

Outros empreendimentos entregues

A Direcional é uma das maiores construtoras do Brasil. Essa eficiência traz consigo parâmetros relevantes, como a qualidade, o menor número de manutenções e também diminuição no custo de produção. Isso tudo sem afetar suas características, prezando apenas pela produtividade com a excelência já alcançada.

“Por ser uma construtora sólida, com grande referência em imóveis do Programa Casa Verde e Amarela, o cliente tem mais segurança em relação à qualidade, à garantia e ao prazo de entrega”, explica Deborah Goulart, Superintendente de Vendas da Direcional.

Tudo isso forma um conjunto de atrativos para qualquer comprador quando ele encontra uma empresa que apresenta excelência e menor índice de problemas. Isso é observado nas mais de 150 mil unidades já entregues dentro do Brasil.

Qualidade dos imóveis

São dois os tipos de construção que a maioria das empresas que entregam imóveis para o Casa Verde e Amarela utilizam: o método estrutural e o convencional. A forma que a Direcional vem realizando seu trabalho é com o método estrutural.

No método estrutural, como o próprio nome diz, a estrutura vai subindo pronta. “Utilizamos uma forma de concreto com as divisórias da casa — temos dois ou três padrões hoje dentro do Brasil”, detalha Leandro. Dessa forma, o imóvel é produzido com maestria e praticidade, e isso permite que ele tenha uma evolução de obra mais rápida, diminuindo o prazo de espera de quem compra na planta, por exemplo.

Isolamento acústico e térmico são considerados na hora de realizar os empreendimentos. Afinal, o bem-estar do morador precisa ser uma preocupação e deve ser um ponto a ser verificado na hora de escolher a construtora. Imagine morar em Manaus ou no Rio de Janeiro sem ter isolamento térmico? Ou viver em São Paulo sem um mínimo de isolamento acústico?

A qualidade dos empreendimentos do CVA, como já dito acima, é a mesma dos demais imóveis da Direcional. Por fim, o especialista ainda nos dá uma última demonstração da qualidade dos empreendimentos da Direcional: “O que mais indica a qualidade do imóvel é o baixo índice de manutenção demandado, o que é o caso dos nossos empreendimentos”.

Isso se explica porque a empresa preza pela eficiência, como citado, e esse é um indicador muito importante. Quanto melhor é o processo de construção, menor é o índice de reprovação.

Somos digitais

Vivemos em um mundo cada vez mais conectado. Para conseguir se sobressair no mercado, além de oferecer excelentes experiências aos clientes, a Direcional está sempre em busca de tendências e recursos tecnológicos.

Em 2020, com o surgimento da Covid-19, essa atenção se ampliou e, diante do distanciamento social, redobramos os nossos esforços para que o público continuasse pesquisando e realizando o sonho de comprar apartamento.

Como tudo isso pode ser feito? Simples! Pioneira no uso do contrato digital, antes mesmo da quarentena, a empresa consegue tornar todo e qualquer processo de compra 100% digital e seguro.

Desde o processo de atendimento até a assinatura de um contrato é possível escolher tranquilamente o seu novo lar — seja por meio de fotos, seja por vídeos ou, simplesmente, de um tour virtual orientado pelo consultor imobiliário.

Ainda tem mais! Assim que o imóvel for escolhido, basta enviar toda a documentação necessária por meio dos nossos canais de contato. Esse é o caso do e-mail e do WhatsApp. A partir disso, será feita uma análise de crédito para garantir que você não terá problemas no decorrer do pagamento das parcelas.

Com tudo pronto, a proposta é encaminhada e a assinatura do contrato também pode ser feita digitalmente. Ou seja, você comprará o seu imóvel online, sem que haja a necessidade de sair de casa e se deslocar. O nosso objetivo é facilitar ao máximo essa tarefa, tornando os seus sonhos cada vez mais acessíveis.

O programa Casa Verde e Amarela

Agora que você já conhece alguns aspectos básicos que devem ser levados em consideração ao escolher a construtora para financiar o seu apartamento novo, chegou a hora de conhecer um pouco mais sobre o programa.

Em agosto de 2020, o Governo Federal lançou um novo programa de financiamento imobiliário — o Casa Verde e Amarela. Basicamente, a proposta foi criar uma nova versão do popular Minha Casa Minha Vida (MCMV), com o objetivo de promover a regularização fundiária e reduzir a taxa de juros. Com essas medidas, os brasileiros terão ainda mais acesso ao financiamento da tão desejada casa própria.

Nesse modelo reformulado, o foco é atender mais de 1,6 milhão de pessoas de baixa renda até o ano de 2024. Para tanto, haverá um adicional de 350 mil residências, em relação ao padrão oferecido atualmente pela iniciativa.

Tudo isso será possível graças ao Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) — órgão responsável por subsidiar o programa, em parceria com a Caixa Econômica Federal, a principal agente financeira.

No decorrer dos próximos anos, o subsídio do FGTS tende a cair — indo de R$9 bilhões para R$7,5 bilhões ao ano. De qualquer forma, e segundo os especialistas, ainda assim, será possível realizar o financiamento imobiliário e aproveitar os benefícios do programa, já que haverá uma queda significativa na taxa de juros.

Entre as principais mudanças previstas, a iniciativa pretende regularizar os imóveis sem escritura, que chegam a 12 milhões de unidades. Em paralelo, também há a meta de regularizar as residências desenvolvidas em áreas de risco ou sem a estrutura necessária para garantir qualidade de vida e bem-estar aos moradores.

As principais diferenças entre o MCMV e o Casa Verde e Amarela

Quando falamos nas diferenças entre o programa Minha Casa Minha Vida e o Casa Verde Amarela, a mudança que mais se destaca diz respeito aos grupos de renda. Anteriormente, as famílias eram divididas em quatro faixas distintas, abordando aquelas com renda mensal de até R$9 mil. Agora, porém, essa divisão mudou e as novas categorias são:

  • faixa 1,5: famílias com renda de até R$2.400 reais;
  • faixa 2: famílias com renda de R$2.400,01 e R$4.400 reais;
  • faixa 3: famílias com renda de até R$8 mil.

Também vale lembrar que, dependendo de cada faixa, há subsídios e benefícios diferentes, como é o caso da taxa de juros. Aqui, quanto menor for a renda da família, mais vantagens ela terá ao investir em um financiamento habitacional. Veja:

  • faixa 1,5: juros de 5% para os não cotistas do FGTS. Para os cotistas, de 4,5%;
  • faixa 2: juros de 5,5% para os não cotistas. Para os cotistas, de 4,75%;
  • faixa 3: juros de 7,66% para os não cotistas. Para os cotistas, 7,16%.

No caso de imóveis localizados nas regiões Norte e Nordeste, os juros são mais favoráveis e, por isso, é necessário considerar as seguintes taxas:

  • faixa 1,5: taxa de juros de 4,75% (não cotista do FGTS) e de 4,25% (cotista do FGTS);
  • faixa 2: taxa de juros de 5% (não cotista) e de 4,5% (cotista);
  • faixa 3: taxa de juros de 7,66% (não cotista) e de 7,16% (cotista).

Outro objetivo do programa Casa Verde e Amarela, que não tem no MCMV, é a regularização fundiária para as famílias pertencentes à faixa 1,5 e a realização de melhorias habitacionais inadequadas, já que grande parte das moradias do país não conta com escritura pública.

Quanto às melhorias, o programa prevê tanto ampliação quanto reforma, como construção de novos cômodos, colocação de piso, reforma de banheiro, instalações hidráulicas ou elétricas, entre outros.

Uma novidade do CVA é que o teto para a aquisição do imóvel subirá 10% nas capitais e nos municípios das regiões metropolitanas. O reajuste no teto dos valores dos imóveis, que não ocorria desde 2017, varia de acordo o tamanho da população no município, e ficará assim:

  • municípios com população entre 20 e 50 mil habitantes terão aumento de 10%;
  • municípios com população entre 50 e 100 mil habitantes terão aumento de 15%;
  • capitais e municípios das regiões metropolitanas terão aumento de 10%.

Além disso, também foi aprovado o aumento de 0,25% do desconto concedido sobre o valor das prestações para os mutuários com renda familiar mensal de até R$ 2 mil, que se enquadram na Faixa 2, igualando aos da Faixa 1,5, que será extinta. É importante lembrar que essas propostas só devem entrar em vigor em 2022.

Como comprar um apartamento por meio dos programas habitacionais de financiamento

Com todas essas informações em mente, você deve estar se perguntando: o que é preciso para adquirir um apartamento Casa Verde e Amarela?

Basicamente, a primeira etapa será checar se você tem renda compatível com as faixas pré-estabelecidas dos programas. Em caso positivo, já será possível observar outros pré-requisitos. Conheça abaixo quais são eles:

  • ter mais de 18 anos de idade;
  • nunca ter realizado financiamentos pelo Governo, seja ele federal, seja estadual ou municipal;
  • ter, ao menos, três anos de trabalho em carteira assinada;
  • morar ou trabalhar há, no mínimo, um ano no município em que pretende adquirir seu imóvel;
  • não ter outra propriedade em seu nome;
  • ter o nome limpo, ou seja, sem restrição nos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e o Serasa.

Não podemos deixar de mencionar que o imóvel escolhido para o financiamento também deve cumprir algumas exigências. Primeiramente, a propriedade deve ser nova. Em outras palavras, nunca habitada anteriormente.

Você também pode adquirir um empreendimento na planta. Lembre-se de que, uma vez participando da iniciativa, você não poderá mais fazer parte do programa no futuro.

Por último, uma das principais exigências da iniciativa é que o valor mensal das parcelas não comprometa mais que 30% da sua renda — assim como acontece quando vamos financiar um automóvel. Tal cuidado serve para impedir os impulsos de consumo da população e, de quebra, reduzir significativamente os índices de inadimplência do país.

Depois de escolher o imóvel junto à empresa e encaminhar os documentos de comprovação de renda, é só esperar o banco analisar o seu cadastro e aprovar toda a documentação para fechar o contrato do financiamento imobiliário pelo programa Casa Verde e Amarela. Ou seja, é muito mais simples conquistar o seu imóvel do que imagina, não é mesmo?

Viu só? Esperamos que essas informações tenham sido úteis para que você realize o seu sonho da casa própria. Basta seguir todas as recomendações para passar por essa conquista de forma mais segura e tranquila. Não se esqueça também de analisar os principais pontos na hora de escolher a empresa para construir o seu apartamento, assim você pode ficar seguro de que será uma excelente opção!

Gostou do nosso artigo? Então, aproveite para compartilhar em suas redes sociais, assim os seus amigos também podem conhecer mais sobre o programa Casa Verde e Amarela!

Banner 3 artigo blog 3 Apartamento Casa Verde e Amarela: por que a Direcional é a melhor escolha?

A Direcional está presente em 13 estados e no Distrito Federal e há mais de 40 anos garante o sonho da casa própria para milhares de pessoas. São mais de 180 mil unidades entregues e outras centenas em construção em todo o território nacional.

  • +40
    Anos de Mercado
  • 13
    Estados brasileiros e Distrito Federal
  • + 6 mil
    Colaboradores
  • + 180 mil
    Unidades entregues e/ou incorporadas