O que é Tabela Price e para que serve?

O que é Tabela Price e para que serve? Riva Incorporadora

O mercado oferece possibilidades de amortização de financiamentos, como a Tabela Price, que ajudam no pagamento da dívida de uma forma que caiba no bolso. Confira!

A amortização é um meio de pagar uma dívida todos os meses, quando é feito um empréstimo em uma instituição financeira. Quando é adquirido um imóvel financiado, para servir de moradia ou, até mesmo, para realizar investimentos, há duas alternativas de pagamento para o adquirente: uma está em conformidade com a Tabela SAC (Sistema de Amortização Constante) e outra, com a Tabela Price.

Todavia, nem sempre o comprador da casa própria conhece essas opções de pagamento e o que é preciso analisar na sua escolha. Mas você sabe o que é Tabela Price e SAC? É primordial compreender como funciona cada uma delas, pois são bem diferentes e têm influência no valor final da compra.

Neste post, falaremos mais sobre a Tabela Price e tiraremos todas as suas dúvidas. Continue a leitura!

O que é um sistema de amortização?

Dentro da educação financeira, existe o termo “sistema de amortização”, que se refere a um planejamento de quitação de uma dívida — seja um financiamento, seja um empréstimo. A expressão nada mais é que a redução da dívida. Em outras palavras, amortizar é quitar uma parte da dívida, a fim de que ela diminua até finalizar o seu pagamento.

Mesmo assim, é comum que em qualquer dívida exista a cobrança de juros. Logo, para amortização, é essencial que o pagamento seja ainda maior do que os juros cobrados dentro do período.

O que é Tabela Price?

O sistema Tabela Price é um tipo de amortização criado no século XVIII pelo francês Richard Price — de onde surgiu o nome do modelo. Na verdade, ela foi formulada com o intuito de facilitar o pagamento de aposentadorias e pensões e, mais tarde, foi inserida no mercado financeiro. Atualmente, é um dos mais importantes meios de parcelamento de compras feitas a prazo, assim como o Sistema de Amortização Constante.

Na Tabela Price, as parcelas quitadas em um contrato de financiamento permanecem iguais ao longo do tempo. Todavia, há vários cálculos que devem ser realizados minuciosamente, a fim de que se chegue a esse montante único conferido a cada prestação.

Com relação às finanças, não é possível trabalhar com quantias monetárias sem fazer as correções com objetivo de assegurar o retorno. Nesse cenário, a taxa de juros aplicada ao saldo devedor começa a ser o mecanismo corretivo na Tabela Price.

Por falar em taxas de juros, há no mercado o programa Habite Seguro. Ele atende a profissionais de segurança pública, promovendo as menores taxas de juros do mercado e oferecendo condições diferenciadas de crédito para aquisição da casa própria.

Para que serve a Tabela Price?

Ela é um meio de amortizar a dívida em parcelas com valores iguais. A tabela está presente em grande parte das compras que foram parceladas — sendo o valor à vista do produto diferente da quantia parcelada, com os juros compostos já introduzidos.

Como esse sistema é mais benéfico, é recomendado para pessoas que estão em ascensão profissional e terão um aumento nos seus rendimentos em um curto espaço de tempo. Inclusive, também ajuda a planejar um orçamento mensal de quem o contrata, pois as contas são mais simples.

A redução e a estabilização da inflação são elementos que tornam a Tabela Price mais acessível. A mudança desse cenário, com índices inflacionários mais altos, prejudica a renda em períodos de crise econômica e, normalmente, a amortização decrescente compensa o rombo no orçamento.

Já quando há uma diminuição significativa dos índices de inflação, não existe mais o risco de afetar sua renda, em virtude da desvalorização da moeda, sendo a Tabela Price uma alternativa mais interessante.

Como ela funciona?

O cálculo da Tabela Price é baseado no valor fixo das parcelas, determinado desde o início da negociação da dívida. A partir dela, é feito o cálculo de juros de forma decrescente, visto que cada parcela quitada acaba deixando um saldo devedor. É sobre esse saldo que incidem os juros. Nessa forma de quitação da dívida do financiamento, normalmente, as primeiras prestações são formadas por juros.

De forma progressiva, à medida que as parcelas vão sendo pagas, elevam os valores de amortização, e os juros são reduzidos dentro das prestações. De toda forma, permanece sempre o mesmo o valor das mensalidades, do início ao fim, com modificações somente em suas composições.

Quando e como a Tabela Price pode ser usada?

Agora que você já sabe o que é e como funciona a Tabela Price, é importante conhecer as situações em que ela pode ser usada. Veja!

Financiamento de veículos

A Tabela Price é frequentemente utilizada para financiar veículos. Lembrando que esse crédito é válido para a compra de motos, carros, caminhões, entre outros, tanto usados quanto novos.

Financiamento de imóveis

A Tabela Price é muito utilizada para financiar a casa própria, o apartamento, entre outros tipos de imóveis. Uma questão que é importante frisar é que ao fazer um financiamento imobiliário, você se informe sobre o IPTU do imóvel adquirido, a fim de calcular melhor quanto custa de fato um imóvel e saiba quais despesas envolvem a sua aquisição.

Consórcio imobiliário

Outra forma de utilizar a Tabela Price é em um consórcio imobiliário. Ele oferece uma carta de crédito ao contratante. Ele não tem juros, somente uma taxa administrativa fixa que é diluída durante a vigência do contrato.

Compra de bens de consumo

Outra forma de utilizar a Tabela Price é em compras de eletrônicos, roupas e vários outros bens de consumo. Você já deve ter visto em algumas lojas propagandas com os dizeres: “compre com o cartão da nossa loja e parcele em até 12x sem juros”.

Empréstimos, em geral

Grande parte dos empréstimos feitos em instituições bancárias utilizam a Tabela Price para realizar os cálculos do pagamento.

Crediários

Primeiramente, é importante saber que os crediários são um tipo de boleto de pagamento associado a cada loja em que é feita a compra. Ele é um ótimo exemplo de movimentação financeira baseada no método Price.

Quais os exemplos práticos do seu uso?

Com a Tabela Price, o cálculo das parcelas de uma prestação é feito em conformidade com uma fórmula em que o montante da prestação é definido, com base no valor atual de determinado bem. Acontece o mesmo com a taxa de juros e o tempo de financiamento. Seu resultado fornece uma tabela com os valores dos juros de cada prestação.

Assim, mesmo que o saldo devedor aumente, a quitação de parcelas anteriores bloqueia o crescimento do valor das parcelas. Assim, ocorre a amortização de uma parte do saldo devedor.

Um ótimo exemplo é o financiamento de um apartamento. Se ele for parcelado em 48 meses e o crédito for de R$300 mil, com uma taxa de juros de 1%, a primeira parcela poderá ser de R$9.250,00 — sendo R$6.250,00 de amortização e R$3.000,00 de juros.

No caso da segunda parcela, quando tiver cerca de R$293 mil para amortizar, os juros serão de R$2.930,00. Logo, para chegar à prestação de R$6.250,00, a amortização ficará em R$6.320,00.

Com a leitura desse texto, é possível saber o que é Tabela Price e também quando ela pode ser vantajosa, tanto para objetivos pessoais quanto empresariais. Porém, é imprescindível que o valor do financiamento, os juros, o prazo e a amortização formem parcelas que, de fato, caibam no bolso de quem contrata o empréstimo.

Curtiu nosso post? Então, aproveite para entender o vocabulário da compra do seu imóvel!

Banner Final

A Direcional está presente em 13 estados e no Distrito Federal e há mais de 40 anos garante o sonho da casa própria para milhares de pessoas. São mais de 180 mil unidades entregues e outras centenas em construção em todo o território nacional.

  • +40
    Anos de Mercado
  • 13
    Estados brasileiros e Distrito Federal
  • + 6 mil
    Colaboradores
  • + 180 mil
    Unidades entregues e/ou incorporadas